Um laudo do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol), de Campina Grande, confirmou, nesta quarta-feira (17), que o menino internado no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga, no último dia 11, com suspeita de agressões por parte de familiares, de fato, foi torturado.

A criança, que é de Boqueirão, no Cariri paraibano, teria sido agredida pela própria mãe e pelo padrasto.

O laudo do Numol, que já foi entregue à Polícia Civil, mostra que existem, na criança, lesões abertas e cicatrizadas, levando à suspeita de que ela já vinha sendo agredida há muito tempo.

“Tinham lesões por todo corpo, nas costas e nos glúteos, o que indica que ele passou bastante tempo imóvel, imobilizado, por estar acorrentado”, afirmou Márcio Leandro, chefe do Numol.

Por causa das lesões o menino passará por cirurgias plásticas, por apresentar ferimentos graves na cabeça.

Compartilhe este artigo
Imagem do anúncio
loader-image
Paraíba, BR
18:53, 27/05/2024
temperature icon 24°C
nublado
Humidity 73 %
Pressure 1015 mb
Wind 21 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 39 Km/h
Clouds Clouds: 80%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:31
Sunset Sunset: 17:15
- Anúncio -