A criança segue internada na ala infantil e não tem previsão de alta médica — Reprodução / PC

O estado de saúde do menino de 7 anos que foi espancado e torturado pela mãe e o padastro em Boqueirão, no Agreste da Paraíba, é estável, segundo o boletim médico divulgado nesta quinta-feira (18) pelo Hospital de Trauma de Campina Grande. A criança segue internada na ala infantil e não tem previsão de alta médica.

O casal teve prisão preventiva decretada — Arquivo Pessoal

Ele deu entrada na unidade há oito dias, após ser encontrada acorrentada e com sinais de desnutrição e maus tratos. Nesta quinta, a mãe e o padastro do menino foram presos suspeitos do crime.

Maria Aparecida Sousa Silva e Edilson Cosme Albuquerque tiveram prisão preventiva decretada por manter o menino em cárcere privado e ter o espancado com fios elétricos, cordas e velas.

Com o cumprimento do mandado de prisão, busca e apreensão, a Polícia Civil encontrou na residência objetos, que podem ter sido utilizados nas agressões. O local também passou por perícia.

O menino deve passar por uma cirurgia plástica para a reconstrução do couro cabeludo, no entanto, segundo o laudo, ele ainda não têm condições clínicas para isso.

Material apreendido na casa dos suspeitos — Reprodução / PC

Redação

Compartilhe este artigo
Imagem do anúncio
loader-image
Paraíba, BR
21:37, 19/05/2024
temperature icon 21°C
nuvens dispersas
Humidity 96 %
Pressure 1016 mb
Wind 11 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 26 Km/h
Clouds Clouds: 35%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:29
Sunset Sunset: 17:15
- Anúncio -