religioso é suspeito de desvios milionários no Hospital Padre Zé e na Ação Social Arquidiocesana (Asa).

A defesa do Padre Egídio de Carvalho Neto apresentou formalmente a defesa do religioso, que é suspeito de desvios milionários no Hospital Padre Zé e na Ação Social Arquidiocesana (Asa), em João Pessoa. Em documento, além de negar as acusações, a defesa também lista 36 testemunhas.

Entre os nomes, de acordo com documento divulgado pelo ClickPB, estão figuras de proeminência no cenário estadual, autoridades eclesiásticas de alto calibre, além de personalidades políticas.

Esta semana, o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), por meio da Câmara Criminal, definiu que o Padre continuará preso em João Pessoa. A decisão se deu após pedidos da defesa para abrandamento da prisão de Egídio.

padre foi preso de forma preventiva no dia 17 de novembro.

O padre foi preso de forma preventiva no dia 17 de novembro durante a segunda fase da ação coordenada pelo Ministério Público da Paraíba e segue detido na Penitenciária Especial do Valentina de Figueiredo, na capital paraibana.

VEJA LISTA COMPLETA COM AS TESTEMUNHAS SOLICITADAS PELA DEFESA DO PADRE EGÍDIO.

reprodução.
Compartilhe este artigo
Deixe um comentário
Imagem do anúncio
loader-image
Paraíba, BR
21:08, 23/05/2024
temperature icon 21°C
nublado
Humidity 87 %
Pressure 1017 mb
Wind 20 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 42 Km/h
Clouds Clouds: 91%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:30
Sunset Sunset: 17:15
- Anúncio -