Passado o momento mais complicado do enfrentamento às síndromes respiratórias em crianças, a Prefeitura de Campina Grande se prepara para colocar em funcionamento novos leitos no Hospital da Criança e do Adolescente. A obra está em fase de finalização e deve ser entregue pelo prefeito Bruno Cunha Lima na próxima semana.

Foram estruturados 32 pontos de oxigênio, ampliando a capacidade de internação e reformadas alas que estavam desativadas para colocar em funcionamento mais 19 leitos, fazendo um total de mais de 50 novos leitos. “Com essa expansão, teremos uma capacidade de atendimento e internação mais do que compatível com a demanda que temos”, disse o diretor do hospital, Pablo Nunes.

Também serão abertas uma sala de pequenos procedimentos, uma sala de procedimentos de média complexidade e uma nova farmácia; a recepção está sendo ampliada e foram abertos um novo consultório, uma nova ala de enfermaria para pacientes em observação e um dormitório para os profissionais, além da informatização de todos os ambulatórios.

Com isso, o hospital vai passar a ter mais de 80 leitos, se estabelecendo como um dos maiores hospitais pediátricos do Nordeste. Além dessa ampliação, a Secretaria Municipal contratualizou mais leitos na rede complementar, com 10 novos postos de internação no hospital HELP e 19 no hospital da Clipsi. Com a ampliação do contrato no HELP, a oferta para o município passou a ser de 21 leitos de enfermaria pediátricos e 10 de UTI.

O Hospital da Criança e do Adolescente (HCA) atingiu um recorde histórico de atendimentos no mês de abril. A unidade hospitalar realizou 8.964 procedimentos nos 30 dias, o que representa uma média de quase 300 atendimentos por dia. No mesmo mês no ano passado, foram 6.543 procedimentos, o que significa um aumento de 36%.

A maior parte dos casos de urgência e emergência é de síndromes respiratórias ocasionadas pelo Vírus Sincicial Respiratório. Por causa disso, a Prefeitura de Campina Grande lançou o projeto Campina Cuida das Crianças, que consiste na descentralização dos atendimentos pediátricos e na distribuição de dispositivos de lavagem nasal infantil na Atenção Primária à Saúde.

Atendimento descentralizado – O atendimento com pediatra nas Policlínicas é voltado a casos de leves a moderados. O funcionamento é de segunda a sexta-feira das 7h às 18h nas Policlínicas das Malvinas, Liberdade, Catolé e Bela Vista. No Centro de Saúde Francisco Pinto, no Centro, o horário é estendido até as 21h.

Dispositivo de lavagem nasal – O Município também disponibilizou 10 mil garrafinhas de lavagem nasal para serem distribuídas no HCA, bem como nas Policlínicas que fazem o atendimento pediátrico e nos distritos de São José da Mata e Galante. O lavador nasal evita que a congestão nasal nas vias respiratórias superiores atinja os brônquios e os pulmões, o que pode causar bronquiolite e pneumonia.

Atendimento em casa e online para outros municípios – Além das estratégias para contar o aumento dos casos e atender toda a demanda, a Prefeitura de Campina Grande lançou ações para atendimento pediátrico domiciliar no município (Criança Melhor em Casa) e atendimento online remoto para crianças de outras cidades (Tele-Cuidado Infantil).

Ambulatórios – O HCA tem 25 ambulatórios de atendimentos eletivos com tratamentos contínuos. Neste mês começou o funcionamento do ambulatório de ortopedia pediátrica, de oftalmologia pediátrica, de neonatologia e cirurgia infantil. Tem ainda ambulatórios para crianças com Síndrome de Down e obesidade, entre outros. O hospital atende pacientes de mais de 70 municípios pactuados da segunda macrorregião de saúde.

Fonte: Codecom/PMCG

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário
loader-image
Paraíba, BR
16:13, 13/07/2024
temperature icon 26°C
nublado
Humidity 44 %
Pressure 1016 mb
Wind 27 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 34 Km/h
Clouds Clouds: 99%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:39
Sunset Sunset: 17:23
- Anúncio -
- Anúncio -