Mais de 75% das empresas ativas na Paraíba são microempreendedores individuais. Da produção dos tecidos à venda de roupas e acessórios, o mercado da moda não só acompanha e dita tendências culturais e sociais, como também engloba diversos modelos de negócios, movimentando economicamente uma vasta e diversa cadeia produtiva. Na Paraíba, segundo dados do Sebrae, existem cerca de 20.478 empresas ativas atuando nesse universo, incluindo os setores da indústria, do comércio e dos serviços. Os dados são de um boletim técnico elaborado pela instituição, destacando o potencial e as principais informações sobre esse segmento.

De acordo com os dados do boletim, desse total de empresas ativas no estado, a maior parte delas, 75,9%, são microempreendedores individuais (MEI), ou seja, fazem parte da categoria que é destinada, principalmente, à formalização de profissionais autônomos. Por sua vez, 20,6% desse total são de microempresas (ME), seguidas pelas empresas de pequeno porte (EPP), que representam 1,9% do total, e pelas médias e grandes empresas (MGE), que correspondem a 1,5% dos registros ativos na Paraíba.

Outro dado importante destacado pelo boletim do Sebrae/PB é a representatividade desse mercado no estado, considerando que, a cada mil empresas ativas na Paraíba, cera de 74 atuam na cadeia produtiva da moda. Já em relação aos números por município, os dados indicam que a capital, João Pessoa, concentra 30,5% desses negócios, seguida por Campina Grande, onde estão registradas 15,2% das empresas, e por Patos, que responde por 3,6% dos negócios no estado.

Em seguida, aparecem as cidades de Santa Rita e Cajazeiras, que contabilizam, respectivamente, 3,4% e 2,5% das empresas ativas no estado. Juntos, esses cinco municípios respondem por 55,2% dos negócios paraibanos em atuação nesse mercado que, segundo o boletim, também foi responsável pela geração de 2.868 empregos formais no primeiro semestre de 2023.

Na avaliação da gerente da Unidade de Gestão Estratégica e Monitoramento do Sebrae/PB, Ivani Costa, os números são reflexo não só do momento atual do mercado, como também dos novos perfis de consumo. Outro fator de destaque, segundo ela, está relacionado com as características que possuem os modelos de negócio desse segmento.

“O mercado da moda é um dos preferidos das empreendedoras e empreendedores na hora da escolha pela abertura de novos negócios, superado apenas pelo segmento de minimercados e comércio varejista de produtos alimentícios. Uma das razões para isso é o fato de que estabelecimentos de moda têm estruturas bem enxutas e o investimento inicial necessário para abrir um ponto de venda presencial ou virtual é relativamente bem acessível. Além disso, a crescente variedade de perfis e estilos de consumidores, o aumento de novas marcas, a alta disponibilidade de fornecedores e a proximidade do estado com os grandes centros industriais têxteis também são fatores importante para atrair novos negócios”, explicou Ivani Costa.

Ainda conforme a gerente, para se manter competitivo no mercado o empreendedor precisa estar atento às tendências e aos desejos do consumidor. “Embora não exista fórmula exata para acompanhar as tendências do mercado, podemos dar uma pista: o empreendedor deve ficar com olhos e ouvidos bem atentos ao que o consumidor deseja ou necessita, considerando que temos um mercado bem dinâmico, onde quem não acompanha os seus passos fica para trás. Outras dicas importantes são: ter um fluxo de caixa que permita estar sempre trazendo as novidades das coleções, contar com dados sempre atualizados sobre a situação do estoque e ter acesso aos melhores fornecedores”, acrescentou Costa.

Fonte: Click PB

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário
Imagem do anúncio
loader-image
Paraíba, BR
22:42, 23/05/2024
temperature icon 20°C
nublado
Humidity 93 %
Pressure 1016 mb
Wind 15 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 40 Km/h
Clouds Clouds: 93%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:30
Sunset Sunset: 17:15
- Anúncio -