vereador Carlos Bolsonaro é um dos alvos dos mandados de busca e apreensão.

A Polícia Federal deflagrou uma nova operação nesta segunda-feira (29) relacionada ao suposto uso ilegal de sistemas da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) durante o governo Jair Bolsonaro, quando Alexandre Ramagem (PL-RJ) dirigia o órgão. Os mandados desta segunda miram o “núcleo político” de Ramagem – aliados dele na época da Abin e no atual mandato como deputado federal.

O vereador Carlos Bolsonaro é um dos alvos dos mandados de busca e apreensão. Há buscas, inclusive, na Câmara de Vereadores do Rio. A suspeita é de que Carlos, filho “02” de Jair Bolsonaro, teria recebido “materiais” obtidos ilegalmente pela Abin.

Segundo a PF, ao todo, nove mandados de busca e apreensão são cumpridos nesta segunda: cinco na cidade do Rio de Janeiro, um em Angra dos Reis (RJ), um em Brasília, um em Formosa (GO) e um em Salvador.

“Os investigados podem responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de invasão de dispositivo informático alheio, organização criminosa e interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei”, diz a PF.

Com informações do G1.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário
Imagem do anúncio
loader-image
Paraíba, BR
16:30, 20/05/2024
temperature icon 30°C
nuvens dispersas
Humidity 41 %
Pressure 1012 mb
Wind 17 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 18 Km/h
Clouds Clouds: 26%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:29
Sunset Sunset: 17:15
- Anúncio -