A Segunda Turma Recursal Permanente de João Pessoa condenou os donos de um cachorro por danos morais e materiais. O autor da ação alega que caminhava com os seus cães quando foi atacado por um cachorro que saiu de uma residência, já que a proprietária tinha deixado a porta aberta. Da decisão cabe recurso.

No julgamento do recurso, o relator do processo nº 0833834-75.2023.8.15.2001, Juiz Inácio Jairo, observou que os donos do animal não tomaram as cautelas necessárias relativas ao dever de guarda do cachorro.

“Está afeto ao proprietário do animal o dever de guardá-lo e vigiá-lo, e, incorrendo em desídia quanto a essa incumbência, permitindo que cão de porte médio da sua propriedade ataque qualquer pessoa ou outro animal que vague livremente pela via pública, torna-se obrigado a reparar os danos que tal fato provocar a vítima. A responsabilidade do dono ou detentor do animal por eventuais danos por ele causados é objetiva, bastando apenas a comprovação do nexo causal”.

A ação tramitou no 4º Juizado Especial Cível da Comarca de João Pessoa, que julgou procedente o pedido autoral para: “condenar os promovidos, solidariamente, no pagamento do valor de R$ 9.790,00, referente aos danos materiais pelas despesas veterinárias, bem como condenar a promovida no pagamento da quantia de R$ 5.000,00, a título de indenização por danos morais”.

Com ClickPB

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário
Imagem do anúncio
loader-image
Paraíba, BR
04:36, 21/05/2024
temperature icon 19°C
nuvens dispersas
Humidity 97 %
Pressure 1016 mb
Wind 8 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 15 Km/h
Clouds Clouds: 28%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:29
Sunset Sunset: 17:15
- Anúncio -