mãe de santo Lúcia Oliveira, líder de um terreiro de Candomblé em João Pessoa.

A mãe de santo Lúcia Oliveira, líder de um terreiro de Candomblé em João Pessoa, denunciou nas redes sociais ter sido alvo de intolerância religiosa por um motorista de aplicativo. O caso aconteceu nesta segunda-feira (25). 

A mulher pediu uma corrida saindo do terreiro, o motorista encaminhou uma mensagem com expressões religiosas, dizendo que não iria, e na sequência cancelou. Um boletim de ocorrência foi registrado contra o motorista.

o motorista encaminhou uma mensagem com expressões religiosas, dizendo que não iria, e na sequência cancelou.

O motorista presta serviço para a Uber. Em nota, a empresa afirmou que não tolera qualquer forma de discriminação e, em casos dessa natureza, encoraja a denúncia tanto pelo próprio aplicativo quanto às autoridades competentes. A Uber também disse que se coloca à disposição para colaborar com as investigações, na forma da lei. Além disso, afirma que tem compromisso em promover o respeito, igualdade e inclusão para todas as pessoas que utilizam o aplicativo.

O delegado Marcelo Falcone, titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Homofóbicos, Étnicos-Raciais e Delitos de Intolerância Religiosa, explicou que foi coletada a prova técnica, que consiste na captura de tela da conversa. Em seguida, serão ouvidas as testemunhas e, por fim, o acusado será localizado para que seja formalmente indiciado.

Com o G1/Paraíba.

Compartilhe este artigo
Imagem do anúncio
Deixe um comentário
loader-image
Paraíba, BR
15:14, 12/06/2024
temperature icon 28°C
nublado
Humidity 51 %
Pressure 1014 mb
Wind 31 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 32 Km/h
Clouds Clouds: 96%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:34
Sunset Sunset: 17:17
- Anúncio -