Érika de Souza Vieira, sobrinha do Tio Paulo, idoso que foi levado para uma agência de banco já morto, deixou o Instituto Penal Djanira Dolores de Oliveira, de Bangu, no Rio de Janeiro, na tarde desta quinta-feira (2).

A mulher que tentou realizar um empréstimo bancário em nome do idoso já morto em uma cadeira de rodas foi denunciada e se tornou ré por tentativa de estelionato e vilipêndio de cadáver.

A juíza Luciana Mocco, da 2ª Vara Criminal da Regional de Bangu, decidiu aceitar a denúncia e revogar sua prisão preventiva, substituindo-a por medidas cautelares.

De acordo com a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, houve ausência de requisitos para manutenção da prisão preventiva, como periculosidade da acusada e risco à ordem pública.

Érika deu entrada no Instituto Penal Oscar Stevenson, no dia 17 de abril e foi transferida para o Instituto Penal Djanira Dolores de Oliveira, após ter sido confirmada a prisão preventiva em audiência de custódia.

Medidas cautelares

Após a soltura e revogação da prisão preventiva, Érika de Souza Vieira precisará cumprir medidas cautelares como:

  • Comparecimento mensal ao cartório;
  • Comunicação em caso de mudança de endereço ou internação para tratamento de saúde mental;
  • Proibição de ausentar-se da comarca por mais de sete dias sem autorização judicial

Com CNN Brasil

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário
Imagem do anúncio
loader-image
Paraíba, BR
21:50, 23/05/2024
temperature icon 20°C
nublado
Humidity 93 %
Pressure 1017 mb
Wind 16 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 40 Km/h
Clouds Clouds: 100%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:30
Sunset Sunset: 17:15
- Anúncio -