Nesta segunda-feira (3), foi iniciada a greve dos professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Os docentes decidiram “cruzar os braços” em assembleia realizada no final da tarde da última quarta-feira (29).

Os professores rejeitaram a proposta de reajuste salarial apresentada pelo governo federal. A oferta foi para um reajuste de 9% somente em 2025 e 3,5% em 2026. Os docentes, no entanto, cobram o reajuste salarial ainda para este ano.

As reivindicações são reajuste salarial de 22,71% (7,06% em 2024; 9% em janeiro de 2025; e 5,16% em maio de 2026), ajuste nos orçamentos das Ifes, garantias aos aposentados, planos para a carreira e revogação de medidas aprovadas no governo Bolsonaro, consideradas arbitrárias pela categoria.

“A ADUFPB sempre respeitou a decisão dos docentes, que haviam decidido, em assembleias anteriores, pelo indicativo de greve sem data. Fizemos todo o possível para que o processo de negociação tivesse outro encaminhamento, mas o governo nos deixou sem perspectiva”, disse o secretário geral da entidade, Fernando Cunha.

Fonte: Mais PB

Compartilhe este artigo
Imagem do anúncio
Deixe um comentário
loader-image
Paraíba, BR
14:27, 12/06/2024
temperature icon 29°C
nublado
Humidity 46 %
Pressure 1014 mb
Wind 33 Km/h
Wind Gust Wind Gust: 31 Km/h
Clouds Clouds: 95%
Visibility Visibility: 0 km
Sunrise Sunrise: 05:34
Sunset Sunset: 17:17
- Anúncio -